LUSH no Brasil, agora falta pouco!

Eu conheci a marca LUSH através dos vídeos da Fernanda do Mimos Femininos. Fiquei louca pelos produtos e realizei algumas comprinhas no site da marca, lá da Inglaterra. É tudo tão maravilhoso que dá vontade de testar tudo.
A LUSH é uma marca única, original. Em suas lojas encontramos aromas deliciosos e ataque visual deslumbrante. Tudo colorido, bonito e muito cheiroso. A marca oferece sabonetes em formato diferentes, espuma de banho que parece bomba e xampus sólidos. 

A história
A história da LUSH começou quando Helen Ambrosen, especialista em botânica, teve uma irritação de pele, que se transformou em uma equizema, e procurou o consultório dos esteticistas Mark Constantine e Rowena Bird. Ela não só resolveu o problema como se juntou à dupla para pesquisar produtos de beleza feitos com ingredientes naturais como frutas, flores e raízes, que prometiam cuidar da aparência e, simultaneamente, induzir à sensação de bem-estar. As primeiras criações, feitas à mão com ingredientes naturais no fundo de um quintal, foram oferecidas, em 1978, à The Body Shop, a famosa rede inglesa de cosméticos politicamente corretos, que imediatamente comprou a idéia. O trio de ex-hippies chegou a fornecer 40% dos produtos da marca, até decidir partir para um próprio negócio, em 1988. Por força de contrato, não poderiam abrir lojas num prazo de cinco anos, e foi assim que iniciaram um sistema de vendas por catálogo, a Cosmetics to Go. Deu tudo errado. O projeto naufragou por má administração, uma enchente inundou a fábrica e eles perderam tudo o que haviam investido.
Quebrado, mas idealista, o trio perseverou e, passados os tais cinco anos, inaugurou a LUSH, no dia 17 de junho de 1994, na cidade de Poole, localizada no sofisticado litoral da costa sul da Inglaterra. Sem dinheiro, eles precisaram ser criativos. E inovaram ao fabricar xampus sólidos, por exemplo. Deu certo, a marca surpreendeu os banhistas com a invenção de produtos como os Ballistics (xampus em barras) e as barras de massagem. Era o início de um projeto audacioso para uma empresa de cosméticos como nenhuma outra vista antes até então. Foi de Constantine, que sempre gostou da forma como as mercearias expunham frutas e verduras, a idéia de que as lojas da marca seguissem o mesmo estilo: os sabonetes, por exemplo, podiam ser cortados na hora e vendidos por peso; pratinhos expunham “quitutes” praticamente comestíveis; e os cosméticos eram batizados com nomes engraçados, como, por exemplo, a espuma de banho Sex Bomb, uma das campeãs de venda da marca até os dias de hoje. O enorme sucesso levou a inauguração de uma segunda loja localizada na badalada King’s Road, em Londres.
A carreira internacional da LUSH começou de forma não planejada na década de 90: um empresário canadense em férias na Inglaterra descobriu os produtos e passou duas semanas batendo diariamente na porta da empresa, até sair de lá com um contrato de joint venture embaixo do braço e inaugurara uma loja em 1996 na cidade de Vancouver. Desde então, a conquista do mundo seguiu em frente, em ritmo peculiar, com inaugurações de lojas na Austrália, Japão, Croácia, Suécia e Cingapura. Em 1999 inaugurou sua primeira loja no Brasil, localizada na região dos Jardins em São Paulo, e chegou a possuir mais de 10 lojas no país. Porém, pouco mais de seis anos depois, a empresa fechou todas as suas lojas no país. 
(texto: http://mundodasmarcas.blogspot.com.br)


Hoje a LUSH fabrica cosméticos feitos, dentro de suas próprias instalações de produção, para que cada produto disponível nas lojas, ou enviado ao consumidor por correio, seja de máximo frescor, afinal os produtos frescos agem com mais eficiência e utilizam menos conservantes.
E a novidade é que a LUSH está de volta ao Brasil, ela vai voltar gente!!! e terá uma loja virtual para vender os produtos para todos os brasileiros. O 1º ponto de venda será em SP, no bairro Jardim Paulistano, com abertura prevista pro 1º semestre de 2014. Além dos sabonetes em barra (cortados na hora e vendidos por quilo!) e outros itens de beleza feitos à mão, a loja também contará com um spa, inédito na América Latina.

A LUSH não faz testes de seus produtos em animais; usa embalagens minimalistas e, sempre que possível, biodegradáveis; e seus cosméticos artesanais são feitos com ingredientes frescos e poucos conservantes. Adota processos não poluentes em suas fábricas e ingredientes sempre frescos e orgânicos, resultando em produtos de alta qualidade sem agredir o meio ambiente. Fiel ao ideário dos anos 70, a LUSH se impõe rígidas regras de conduta.“Não só não testamos nada em animais como não compramos matéria-prima de empresas que o façam”, assegura Rowena, uma das fundadoras. Não fazem propaganda de "milagres". Nenhum produto LUSH promete acabar com rugas, por exemplo. “Envelhecer é natural. Nós procuramos estimular a pele a permanecer boa por mais tempo”, diz Rowena. 

É uma marca para apaixonar-se. Bem-vinda ao Brasil !!



Postagens mais visitadas