Linha Vintage Granado – Chá Carioca

A mais nova fragrância da linha Vintage Chá Carioca foi criada exclusivamente para o espaço Granado no Le Bon Marché Rive Gauche, em Paris e o sucesso na França foi tão grande que incentivou a Granado a lançar os produtos aqui no Brasil, a linha é composta por: sabonete barra, sabonete líquido, hidratante e difusor de ambiente.

Comprei o difusor de ambiente e o sabonete líquido. Primeiro fiquei encantada pela embalagem vintage, super lindinha... depois fiquei apaixonada pelo cheiro. 
Eles tentaram desenvolver uma fragrância que unisse o frescor do mar e a opulência da floresta com um toque chique. Uniram notas cítricas e de bergamota, e o resultado foi muito bom. 
Os frascos na cor âmbar com fechamento a rolha ou com válvula pump preta em formato de torneiras, reproduzem o aspecto rústico do final do Século XIX. Os rótulos, em papel reciclado, evidenciam ainda mais o aspecto artesanal dos produtos e o conceito de tradição da Granado.
Sabonete líquido 260ml
Com base 100% vegetal e sem corantes, como todos os sabonetes líquidos da linha Vintage. Fabricado com o mesmo pH da pele, uma garantia de não agridem e nem ressecam. Faz bastante espuma e deixa um cheiro bom na pele e em todo o banheiro.




Difusor 235ml

Desenvolvido para perfumar o ambiente, o difusor vem em embalagem de vidro, na cor âmbar, que lembra antigos frascos farmacêuticos. Junto com o frasco, vêm dez palitos de madeiras, que devem ser emergidos no líquido aromático e, em seguida, invertidos para espalhar o perfume pelo ambiente. 

Os difusores da Granado são os meus favoritos, duram por muito tempo e o perfume realmente invade o ambiente. 

Essa fragrância dá um ar chique e ao mesmo tempo aconchegante,  é garantia de sucesso com todas as visitas. 

Os detalhes que encantam

um pouquinho de história...

A Granado foi fundada em 1870, pelo português José Antônio Coxito Granado. O estabelecimento ficava na rua Direita, 14/16, no Centro da cidade do Rio de Janeiro, uma das mais movimentadas da época. Hoje, esta rua chama-se Primeiro de Março, e a Granado lá permanece com suas portas abertas. 
Em seus primórdios, a ‘pharmácia’ manipulava produtos com extratos vegetais de plantas, ervas e flores brasileiras, cultivadas no sítio do seu fundador, em Teresópolis (RJ). Além desses medicamentos, Coxito ainda importava produtos da Europa e adaptava suas fórmulas para os padrões e as necessidades dos brasileiros e daqueles que aqui moravam. 
A qualidade e eficácia desses produtos logo tornaram a farmácia uma das fornecedoras oficiais da Corte. Desta aproximação com a Família Imperial, nasceu a amizade com Dom Pedro II que, em 1880, conferiu à Granado o título de Farmácia Oficial da Família Real Brasileira. Em 1903, João Bernardo Granado, irmão de Coxito, criou o Polvilho Antisséptico, produto mais antigo e carro-chefe da empresa. Sua fórmula, que teve registro aprovado por Oswaldo Cruz, permanece inalterada. 
No período republicano, a Granado manteve seu status e conquistou, entre outros, o jurista Rui Barbosa, Francisco Pereira Passos e o abolicionista José do Patrocínio. Em 1912, a farmácia expandiu para um prédio na rua do Senado, onde hoje ainda funciona uma das suas fábricas. Anos depois, foi adquirida a fábrica de Belém do Pará, onde são produzidos os sabonetes em barra. E uma nova fábrica está em construção, em Japeri (RJ), com instalações e equipamentos modernos em 30.000m2 de área.
A primeira filial da Granado foi inaugurada em 1917, na rua Conde de Bonfim, 300, na Tijuca (RJ). Em 2007, a farmácia ganhou endereços nos bairros do Leblon (RJ) e Jardins (SP). No ano seguinte veio o endereço da loja virtual (www.granado.com.br) e, em 2009, a loja da rua do Lavradio (RJ) e a expansão da loja da rua Primeiro de Março.



Postagens mais visitadas